Quiropraxia

 

Previne, trata e diagnostica problemas neuromusculares, e o tratamento é feito através de alinhamento da coluna vertebral, recuperando a saúde da área tratada e suas áreas reflexas, potencializando a saúde do corpo.

O que é a Quiropraxia?

Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), a Quiropraxia é uma profissão da saúde que lida com o diagnostico, tratamento e a prevenção das desordens do sistema neuro-músculo-esquelético e dos efeitos destas desordens na saúde em geral. Há uma ênfase em técnicas manuais, incluindo o ajuste e/ou a manipulação articular, com um enfoque particular nas subluxações.

Os conceitos e os princípios que distinguem e diferenciam a filosofia da Quiropraxia de outras profissões de saúde são de grande importância para a maioria dos quiropraxistas e influenciam profundamente a atitude e a abordagem destes em relação à atenção à saúde.

A relação entre a estrutura, particularmente a coluna vertebral e o sistema músculo-esquelético, e a função, especialmente coordenadas pelo sistema nervoso, constitui a essência da Quiropraxia e o seu enfoque para a restauração e preservação da saúde.

Em alguns casos consequências neurofisiológicas significativas podem ocorrer como resultado de distúrbios funcionais mecânicos da coluna vertebral, descritos pelos quiropraxistas através do termo subluxação ou complexo de subluxação.

O exercício da Quiropraxia enfatiza o tratamento conservador do sistema neuro-músculo-esquelético, sem o uso de medicamentos e procedimentos cirúrgicos. Causas e conseqüências biopsicossociais também são fatores significativos na abordagem do paciente

 

Qual a idade ideal para o tratamento?

Pessoas de todas as idades podem se beneficiar do tratamento com a Quiropraxia desde recém-nascido até pessoas de idade bastante avançada. O tratamento, entretanto, é adequado a cada paciente com o emprego de técnicas específicas para cada idade.

 

Quais os principais problemas tratados pela Quiropraxia?

 Dores na coluna lombar

 Hérnia de disco e dor ciática

 Dores no pescoço

 Dores de cabeça

 Dores e tensão muscular

 Problemas nas articulações do ombro, cotovelo, punho, joelho, tornozelo

 Restrições a movimentações

 DORT/LER

 

Qual a causa desses problemas?

As atividades comuns do dia a dia, os movimentos repetitivos e posturas viciosas podem fazer com que as articulações do nosso corpo, principalmente da coluna vertebral, percam seu alinhamento ou movimento normal. Isto é chamado de disfunção articular ou complexo de subluxação vertebral. Com o tempo, estas alterações podem afetar as vértebras, músculos e a função do nervo que passa entre as vértebras, além de poder levar a alterações degenerativas como a osteoartrose, por exemplo.

 

Como é feito o diagnóstico?

O diagnóstico específico é feito após uma entrevista e exame clínico minucioso, que inclui análise postural, a realização de testes ortopédicos e neurológicos e palpação cuidadosa de articulações, músculos e outras estruturas afetadas. Caso sejam necessários exames complementares como Raio-X, Tomografia e Ressonância Magnética serão solicitados. Estes dados são fundamentais para o tratamento apropriado.

 

Como é feito o tratamento?

O tratamento é feito com dois objetivos: corrigir e prevenir problemas articulares. Tendo sido feito o diagnóstico, é definido um plano de tratamento apropriado a cada condição. Existem diversas técnicas que foram desenvolvidas para restaurar a movimentação articular. O ajustamento, quando indicado, é muito específico e indolor. Com isto, normalmente, observa-se uma diminuição importante da dor, relaxamento muscular, aumento da mobilidade e restauração da função articular. Técnicas específicas para o tratamento das alterações musculares, como Trigger Points (ou "pontos gatilhos") podem ser empregadas.

 

Qual a importância dos exercícios e das orientações posturais?

A prevenção é uma parte muito importante do tratamento e permanecer em atividade é importante para pessoas com dores e problemas de coluna. Durante o tratamento, serão dadas orientações para exercícios específicos e de reabilitação, assim como instruções para corrigir e manter uma boa postura.

 

Quanto tempo leva a recuperação?

O tempo de recuperação depende de vários fatores, como idade, estilo de vida e duração do problema. Outros fatores como tipo de trabalho, dieta, atitude e cooperação também são importantes. O início do tratamento requer visitas mais frequentes que variam de uma a três vezes por semana, nas primeiras semanas, e esta frequência vai se reduzindo a medida que há melhora e regressão do quadro clínico. É comum os tratamentos durarem entre um a três meses. O objetivo é que a recuperação ocorra no menor tempo possível.

 

Quais são os riscos?

Como todo método terapêutico, os tratamentos realizados pelos quiropraxistas tem indicações e contra-indicações precisas. Quando realizados por profissionais qualificados os riscos são extremamente reduzidos. Ao procurar um quiropraxista certifique-se que ele/ela possua uma formação compatível com os padrões preconizados internacionalmente.

Agende já sua consulta! Temos pacotes e facilidades com desconto!